Juk Po – Registro Genealógico

A Historia do Wing Chun

Da Fundação ao início do Segundo Período

historia do Wing Chun - Yim Wing chunYim Wing Chun representa a primeira geração de ancestrais da nossa linhagem, sendo reconhecida como a Fundadora ou a Primeira Ancestral (Josi) do nosso moonphai.

Segundo Ip Man, meu sitaigung, ela era natural da Província de Kwangtung (Guangdong), China. Após o falecimento de sua mãe, mudou-se com seu pai, Yim Yee, para a região fronteiriça das províncias Wannan (Yunnan) e Kwangsai (Guangxi), onde mantinha um estabelecimento comercial no ramo alimentício, especificamente de taofu (queijo de soja).

De acordo com Kwong Chi Nan, todai de meu sipakgung Chu Shong Tin, o local específico, Miu San (Miaoshan), é uma minúscula montanha.

Talvez, por isso, que sitaigung faz menção a Tai Leung San (Daliangshan) por ser uma referência mais conhecida.

 A Fundadora foi discípula da legendária monja Ng Mui, – que juntamente com Gee Sin, Pak Mei, Fung To Dak e Miu Hin, – era considerada um dos “Cinco Antigos de Siu Lam”.

Eles sobreviveram ao incêndio que destruiu este monastério, localizado na Província de Fukien (Fujian).

Segundo o livro “History of Secret Societies of China” esse fato ocorreu, no décimo-segundo ano do reinado de Yung Jing (Yongzheng), que corresponde ao ano de 1734.

 Ng Mui, inspirada no enfrentamento entre a serpente e o grou, deu origem a um novo kuen sut. Yim Wing Chun recebeu este conhecimento no Templo Pak Hok (Baihe).        

Após o famoso episódio em que derrotou um tirano local, que queria desposá-la à força, casou-se com Leung Bok Toa, a quem havia sido prometida.

Com o passar do tempo, devotou-se a sistematizar o referido kuen sut, tendo-o listado em Siu Nim Tao, Chum Kiu, Biu Je, Moy Fah Jong, Luk Dim Boon Kwan e Bot Jom Doa.

Segundo meu Sigung Moy Yat, a origem do nosso sistema ocorreu ainda no reinado do Imperador Yung Jing (1723 a 1735).

Pela singularidade das datas concluo que o Sistema Wing Chun foi fundado no mesmo ano em que o Imperador Yung Jing faleceu, ou seja, 1735.

Oportunamente, a Fundadora transferiu secretamente esses conhecimentos para seu marido, Leung Bok Toa.

historia do wing chun leung-bok-toaLeung Bok Toa representa a segunda geração de ancestrais da nossa linhagem.

Segundo meu sitaigung Ip Man, ele era oriundo de uma família estabelecida na Província de Fukien (Fujian), China.

A Família Leung comprometeu-se a realizar o casamento de seu filho Bok Toa com a jovem Wing Chun da Família Yim.

Este compromisso foi assumido pouco antes do falecimento da mãe desta última.

Leung Bok Toa era mercador de sal.

Depois de casar com sua prometida, recebeu o legado do nosso moonphai da Fundadora Yim Wing Chun.

Graças a Leung Bok Toa, as gerações posteriores tomaram conhecimento da importância de nossa Fundadora, podendo assim homenageá-la chamando o nosso moonphai de Wing Chun Kuen.

Conforme Leung Lam, tosuen de meu sijo Chan Yu Min, Leung Bok Toa adotou o nome acadêmico Wang Jung.

Mais tarde, ele passou a ser conhecido como Tui Om.

Um estudioso das artes literárias e marciais, ele viveu na capital da Província de Fukien (Fujian), Fukchow (Foochow), bem como nas províncias de Wubak (Hubei), Kwongsou (Jiangsu), Santung (Shandong), Komsok (Gansu), Wannam (Yunnan), Kwongsai (Jiangxi) e finalmente Kwangtung (Guangdong).

De acordo com Yuen Jo Tong, neto de Yuen Kay Shan, companheiro de prática de sigung, foi na Província de Kwangtung (Guangdong) que Leung Bok Toa se encontrou com Wong Wah Bo.

Apreciador da ópera cantonesa (Yuet Gahk), Leung foi assistir a uma apresentação do Keng Fah Wui Kwun, uma companhia de ópera fundada em Futsan (Foshan).

A performance do jovem ator Wong Wah Bo impressionou Leung Bok Toa.

Querendo conhecê-lo pessoalmente, um encontro entre ambos foi arranjado.

Foi esta ocasião que deu origem a uma relação que culminou com Leung Bok Toa transmitindo os conhecimentos recebidos de Yim Wing Chun ao agora seu discípulo Wong Wah Bo.

wong wah bo historia do wing chunWong Wah Bo representa a terceira geração de ancestrais da nossa linhagem.

Nascido de uma família oriunda da Vila de Guolo (Gulao) distrito de Hoksan (Heshan), província de Kwangtung (Guangdong), Wong Wah Bo começou a prática de kungfu desde muito jovem, antes inclusive de ser iniciado em yuet gahk (ópera cantonesa).

A ópera cantonesa tem sua origem no século XII, quando a ópera era apresentada em teatros públicos de Hongchow (Hangzhou), então capital da dinastia Sung do Sul.

Naquela época, havia uma forma de teatro chamada ou nam hei (“ópera” do sul), cuja verdadeira origem da yuet gahk pode ser traçada.

A Afirmação de Moy Yat Sang (Leo Imamura) vem do fato de centenas de milhares de imigrantes, devido a fundação da Dinastia Yuan (1278-1368) terem trazido para a província de Kwangtung (Guangdong) o nam hei com uma série de inovações, – destacando-se os papéis especializados tais como saung (masculino), deng (feminino), ging (rosto pintado) e outros -, que vieram a caracterizar o yuet gahk.

Talento natural e prática adequada propiciaram que Wong Wah Bo tornasse um especialista no mais valorizado de todos os papéis: o de mo saung (guerreiro masculino).

 Segundo Yuen Jo Tong, neto de Yuen Kay Shan, discípulo de Ng Chung So e companheiro de prática de sitaigung, o talento de Wong Wah Bo atraiu a atenção de Leung Bok Toa, um apreciador de yuet gahk.

 Após Wong tomar conhecimento da fascinante história de Leung Bok Toa, ele passa a manifestar interesse pelo kuen sut cujo conhecimento este era detentor.

Finalmente, Leung decide tomá-lo como discípulo.

Essa decisão foi tomada ao perceber que sua excelência artística era resultado de sua virtude moral, uma vez que ele era considerado o Daisihing (Grande Irmão-mais-velho) do Keng Fah Wui Kwun (Sociedade da Flor de Jade).

Segundo meu sigung Moy Yat, esta entidade fundada em Futsan (Foshan) tinha como propósito treinar e dar assistência aos artistas de ópera cantonesa.

Para seus espetáculos itinerantes, o Keng Fah Wui Kwun fazia uso de juncos pintados de vermelho que passaram a ser chamados de Hung Suen (Junco Vermelho).

A capacidade de deslocamento destas embarcações para diversas localidades aproximou esta companhia de ópera do movimento revolucionário, atraindo para sua trupe patriotas, cujo desejo era restaurar a Dinastia Ming (1368 – 1644) que havia sido derrubada pelos manchus.

Foi nesse contexto que Wong Wah Bo conheceu Leung Lan Kwai, um filho de família abastada que havia se tornado um revolucionário.

Admirado com o caráter determinado de Lan Kwai, Wah Bo decide tomá-lo como discípulo formal, preparando-o para preservar o legado do nosso moonphai.

leung-lan-kwaiLeung Lan Kwai representa a quarta geração de ancestrais da nossa linhagem.

Segundo Lee Man, grande amigo de meu sitaigung Ip Man, Leung Lan Kwai nasceu de uma família abastada de Futsan (Foshan), Província de Kwangtung (Guangdong), China.

De acordo com Wong Lun Gui, um descendente de Wong Lo Joh, este último socorreu um homem de nome Lan Kwai que havia sido atropelado por uma carruagem no distrito de Tungkun (Dongguan).

 Apresentando-se como um membro de uma organização que tinha como objetivo restaurar a dinastia Ming, ele disse ser praticante de um kuen sut originado num monastério budista do sul da China.

Esse relato reforça a afirmação de que Leung Lan Kwai havia ingressado no Keng Fah Wui Kwun e recebido o legado de nosso moonphai de Wong Wah Bo.

Conforme meu sigung Moy Yat, Leung Lan Kwai retransmitiu o que recebeu de Wong Wah Bo para Leung Yee Tai.

Assim, Leung Yee Tai era choi chuen daigee (discípulo de segunda geração) de Wong Wah Bo.

Um episódio que descreve a excelência de Lan Kwai é aquele em que ele é desafiado por um perito na arte do bastão e o derrota sem ao menos feri-lo, mas deixando claro que, se ele quisesse, poderia com um apenas um movimento de Bot Jom Doa decepar os dedos de seu adversário.

Em suas conversas com Wong Lo Joh, afirmou que, após passar por tristes experiências, buscava a paz espiritual, desejando dedicar-se à vida monástica.

Essa confidência leva muitos crerem que o misterioso monge especialista em facas duplas que neutralizou com extrema facilidade a famosa técnica de bastão longo do mestre Yuen Shu, do estilo Hung Gar, tenha sido na realidade Leung Lan Kwai.

A despeito de sua origem privilegiada, Leung Lan Kwai não hesitou em pertencer a classe social dos atores que, apesar do prestígio pelo entretenimento que eles proporcionavam, era considerada a mais baixa da escala social.

Essa decisão foi tomada em função do que ele acreditava que seria melhor para si e para os seus compatriotas, fato que trouxe grande admiração de outros membros do Hung Suen Hei Ban e que permitiu com que tornasse discípulo do grande líder do Keng Fah Wui Kwun, Wong Wah Bo.

leung-yee-taiLeung Yee Tai representa a quinta geração de ancestrais de nossa linhagem.

Conforme Leung Lam, tosuen de Chan Yiu Min, meu sijo, em 1788, Wan Tai Si construiu o primeiro junco para ópera no Tong Wong Kok, as margens no rio Yeung Ji (Yang Tze).

Estas embarcações era chamadas de “Hung Suen” (“Junco Vermelho”), pois os atores viviam em juncos, cuja decoração predominava a cor vermelha.

O “Hung Suen” usualmente ia e vinha por cursos de água estreitos e rasos, por isso o fundo do junco ter sido delineado chato, para de forma conveniente transitar pelas corredeiras das águas rasas.

A aparência do junco era tal que a proa era baixa e a popa era alta, daí ser ainda conhecido pela denominação “Lung Tao Fung Mei” (“Cabeça de Dragão, Cauda de Fênix”).

Em períodos de estiagem, um bastoneiro utilizava um longo bastão de madeira ou bambu para empurrar o barco.

Oriundo de família humilde, Leung Yee Tai empregou-se como um dos bastoneiros do Hung Suen.

Cada Huen Suen poderia ter até 13 bastoneiros, pois as dimensões dos juncos não era diminutas.

Eles tinham, em média, 76 jek (25 m) de comprimento, 1 jeung (3,,3 m) de largura e 9 jek (3 m) de altura.

Conhecidos respeitosamente como Suen Mei Sok (“Companheiros da Popa”), os bastoneiros também conhecida como Duk Soi Kwai, expressão que pode ser traduzida como “cutucar os fantasmas sob a água”, numa alusão a crença popular de que pessoas que morriam afogadas transformavam-se em fantasmas abaixo da superfície das águas.

Segundo meu sitaigung Ip Man, Leung Yee Tai teria sido o mais notório especialista de bastão de todos os ancestrais.

Sua fama podia ser atribuída ao fato de ter aprendido especialmente as técnicas de Luk Dim Boon Kwan do monge Gee Sin, um dos “Cinco Antigos de Siu Lam (Shaolin)”, que refugiou-se no Hung Suen, trabalhando como cozinheiro.

Posteriormente, Leung Yee Tai passou a atuar como assistente de produção, ajudando os atores no cuidado das roupas e aparatos.

Esse contato mais próximo com os atores de yuet gahk (ópera cantonesa) propiciou a grande oportunidade de sua vida.

Numa conversa na ala sul do segundo andar do Restaurante Keng Wah, em Hong Kong, meu sitaigung Ip Man comentou com meu sigung Moy Yat que Leung Yee Tai havia tornado um notável especialista do papel de Dai Fah Ming, um dos dez papéis da yuet gahk.

Essa incrível trajetória despertou a atenção de Leung Lan Kwai que escolheu Yee Tai como discípulo formal.

Em 12 de novembro de 1854, após constatar-se o envolvimento de membros de companhias de ópera na Rebelião de Taiping, o Keng Fah Wui Kwun foi destruído por ordem de Governador-Geral Yip Ming Chan.

No ano seguinte, foi decretada a proibição de apresentações de ópera.

Artistas, que passaram sua vida dedicando-se a esta atividade, estavam agora impedidos de manifestar sua arte, independentemente do seu envolvimento ou não com o movimento revolucionário.

Perante tal desafio, alguns decidiram aprender novas manifestações artísticas, enquanto outros faziam apresentações nas ruas. Alguns chegaram a morrer de fome por negarem a aceitar os novos tempos.

Foram essas circunstâncias que favoreceram o encontro entre Leung Yee Tai e Leung Jan.

Após aceitar Leung Jan, Leung Yee Tai dedicou plenamente na transmissão de todo o legado do nosso moonphai ao seu discípulo até o que relaxamento progressivo da proibição permitisse o estabelecimento de novas companhias.

leung-janLeung Jan, meu sijo, representa a sexta geração de ancestrais da nossa linhagem.

Nascido em 1816, sijo, cujo nome de nascimento era Leung Tak Wing, era oriundo de uma família de educação refinada da Vila de Guolo (Gulao), no distrito de Hoksan (Heshan), Província de Kwangtung (Guangdong), China.

Seu pai, médico herbalista, transmitiu seus conhecimentos profissionais para o jovem Tak Wing, enquanto seu irmão Tak Nam foi preparado para administrar os bens da Família Leung.

Fung Chun, tosuen de Leung Jan, foi quem relatou os fatos acima.

A adoção do seu nome profissional está relacionada com o próprio nome da farmácia que sijo herdara de seu pai.

Ele colocou o nome de Wing Sang Tong, em caligrafia altamente elaborada, na placa de anúncio.

Mas as pessoas que não tinham muita cultura começaram a confundir “Wing Sang Tong”, que pode ser traduzido como “local onde (Leung Tak) Wing tornará as pessoas vívidas” com ”Jan Seng Tong”, que quer dizer “local do Sr. Jan”.

Como a medicina de sijo direcionava uma atenção especial aos menos privilegiados social e culturalmente, ele adotou o nome que eles o atribuíram, passando a ser conhecido como Leung Jan.

Segundo meu sitaigung Ip Man, sijo viveu na travessa Fai Ji (Kuaizi).

De fato, o nome desta rua tem sofrido algumas mudanças. Originalmente, ela era conhecida como Fai Ji Kai (Kuaizi Gai) – Rua Fai Ji –, pelo fato de haver muitas lojas e fábricas de faiji (pauzinhos utilizados pelos chineses para as refeições).

Depois mudou para Fai Ji Lo (Kuaizi Lu) – Estrada Fai Ji –. Mais tarde, esta via começou a ser chamada de Fai Ji Lo (mesmo fonema, mas com grafia distinta da anterior).

Em anos recentes, ela voltou a ser chamada de Fai Ji Lo (Kuaizi Lu) – Estrada Fai Ji.

Estas informações foram relatadas por Yiu Kay, filho de Yiu Choi, companheiro de prática de meu sigung Ip Man.

Desde jovem, uma das grandes paixões de sijo era a prática das artes marciais.

Seu pai contratou vários instrutores para atender o desejo de aprender do filho.

Depois de muitos anos de busca, após a morte de seu pai, um amigo, Leung Kai, apresentou-o formalmente ao grande mestre de Wing Chun Leung Yee Tai que, impressionado com a dedicação de sijo junto aos necessitados, aceitou-o como discípulo.

Neste período, o Keng Fah Wui Kwun foi destruído (1854) e a proibição das apresentações de ópera na China foi decretada (1855).

Particularmente na Província de Kwangtung (Guangdong) esta proibição durou até 1869. Este fato permitiu que sijo recebesse grande atenção de seu sifu durante este período.

Ao longo dos anos, sijo tornou-se o artista marcial mais famoso de Futsan (Foshan).

Foram muitos os títulos que recebeu: “Futsan Jan Sin Sang” (“Sr. Jan de Futsan”), “Wing Chun Kuen Wong” (“Rei do Wing Chun”) ou ainda “Futsan Kuen” (“O Punho de Futsan”).

Recordando que Futsan foi o grande centro das artes marciais do sul da China, – onde floresceram estilos como Wing Chun, Hung Gar e Choi Lee Fut -, tais títulos eram considerados de grande relevância.

Durante sua gloriosa carreira como mestre de Wing Chun, aceitou um grupo seleto de discípulos.

Seu seguidor mais notável foi Chan Wah Shun, meu . Outros discípulos de destaque foram Chan Kwai, Leung Kei e Fung Wah, além de seus filhos Leung Tsun e Leung Bik.

É dito que o primeiro filho, Leung Tsun, foi aquele que atingiu o mais elevado conhecimento em medicina chinesa, enquanto que o segundo, Leung Bik, cujo talento era indiscutível, herdou os conhecimentos do pai de preservação do legado de nosso moonphai.

Segundo Fung Chun, sijo retirou-se de suas atividades na cidade de Futsan (Foshan) em 1885, aos 70 anos, retornando para sua vila natal.

Lá desenvolveu uma versão simplificada de Wing Chun, hoje denominada Guo Lo Wing Chun (também conhecida como Pin San Wing Chun), que foi transmitida para quatro jovens: Wong Wah Saam, Yik Ying, Dai Mui e Sai Mui .

Em 1891, faleceu sijo, na Vila Guo Lo (Gulao), consagrado como o mestre que erigiu a reputação do Sistema Wing Chun, oferecendo uma nova perspectiva do legado do nosso moonphai para as futuras gerações.

chan-wah-suenChan Wah Shun, meu sijo, representa a sétima geração de ancestrais da nossa linhagem.

Segundo meu sitaigung Ip Man, sitaigung nasceu em 1829. Ele era originário da vila Mahchai, no distrito de Shundak (Shunde), província de Kwangtung (Guangdong), China.

Conhecido como Jow Chin Wah (por exercer a profissão de banqueiro), sitaigung também era chamado de Ngau Cheng Wah, por ter sido um grande lutador em sua juventude.

Foi apresentado formalmente por Fung Wah, um dos membros da Família Leung Jan, a sijo.

Com seu sifu, sijo aprendeu não só Wing Chun, mas também a medicina tradicional chinesa.

De acordo com meu sigung Moy Yat, foi sijo que consagrou nosso legado como Siu Ye Kuen, tornando-o altamente respeitado entre as famílias tradicionais de Futsan (Foshan).

Conforme sitaigung, foi em 1869 que sitaigung iniciou sua família kung fu.

Ainda que famoso e respeitado, ele aceitou somente 16 discípulos ao longo de sua vida.

Sitaigung listou como seus principais condiscípulos Ng Siu Lo , Ng Chung So Sipakgung, Lui Yu Chai S e Chan Yu Min.

Ng Siu Lo  e Ng Chung So  eram irmãos e ingressaram na Família Chan Wah Shun no mesmo dia.

Por Siu Lo ser mais velho, ele era reconhecido como Daidaigee.

Mas coube a Chung So  a responsabilidade de transmissão para sigung, após o falecimento de sijo.

Lui Yu Chai  já era um sifu do estilo Ng Lui Kuen antes de pedir para ser aceito por sijo como discípulo.

Chan Yu Min  era filho de sitaigung.

Conforme Ip Ching Sipakgung, em sua juventude, Yu Min Sijo era conhecido como Pe Yau, o mais travesso de todos os macacos.

Isto significava que ele era muito levado, não obedecendo ninguém e sendo muito difícil de ser educado.

Naquela época, sitaigung estava muito triste a este respeito.

Ele acreditava que um bom sifu não deveria ensinar apenas técnicas de combate.

Mais que isso, um mestre de Wing Chun deveria nutrir a virtude do todai, ensinando–o a como usar sua habilidade de uma forma sábia.

Assim, era extremamente constrangedor que um mestre do gabarito de sijo não pudesse educar seu próprio filho.

Após o falecimento de sitaigung, o seu mokwun foi herdado por Chan Yu Min Sijo.

Foi neste momento que Yu Min Sijo lamentou profundamente o seu comportamento de até então.

Felizmente, seus sihings ajudaram-no em sua missão de cuidar do legado deixado por seu pai.

Neste período, Chan Yu Min Sijo concentrou-se profundamente em seu desenvolvimento pessoal.

Com a ajuda de seus sihings e com resoluta atitude, ele alcançou um elevado nível de Wing Chun.

Após a queda da dinastia Qing (1644–1912), sete províncias uniram-se para organizar, no sul da China, um torneio para celebrar o estabelecimento do novo governo.

 Yu Ming Sijo inscreveu-se na competição sem nada dizer aos seus sihingdai.

Utilizando o Luk Dim Boon Kwan, ele conquistou o título “O Rei do Bastão das Sete Províncias”.

No período em que aceitou sitaigung, sijo utilizava o Templo Ancestral da Família Ip, na Rua Song Yuen Dai, em Fut San (Foshan), como local para a preservação de nosso legado.

Segundo Ip Chun Sipakgung, filho mais velho de sitaigung, sijo faleceu em 1905, na cidade Futsan (Foshan).

Seus restos mortais foram transportados para sua terra natal.    

APRENDA UM POUCO EM CASA

Aprofunde-se com nossos e-Books (e-learning)

[product_category per_page=”5″ columns=”5″ order_by=”date” order=”desc” category=”nivel-basico, nivel-intermediario”]

© 2017 Moy Ka Wing Chun Society  - Núcleo Nacional - All Rights Reserved - Hosted by gmsite.com.br in Canadian - CA         -          Início   |  Journal   |   Eventos   |   Suporte

logorereadygraph
ou

Fazer login com suas credenciais

ou    

Esqueceu sua senha?

ou

Create Account